Cirurgia Refrativa
Cirurgia Refrativa

O que é cirurgia refrativa?

Compreende aqueles que visam reduzir ou anular as ametropias (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia). Sua história tem mais de 100 anos, mas tomou importância a partir da década de 60 com Barraquer (Espanha), Fyodorov (URSS) e (USA).

Quem pode ser operado?

Raramente para crianças e adolescentes, indicado em condições especiais para evitar a ambliopia (baixa visual por pouco estímulo do córtex visual). Para indivíduos a partir de 18 anos, de preferência com a refração estável, porém o mais comum é a partir dos 20 anos, sem idade limite.

Que graus podem/devem ser operados?

Miopia = – 0,75 D a – 10.00 D
Hipermetropia = + 0.50 a + 5.00 D
Astigmatismo = até  – 6.00 D
Presbiopia (vista cansada) = a partir dos 40 anos

Todos os interessados podem ser operados?

Não, em torno de 15% dos candidatos, há algum (s) impedimento(s) que levam a contraindicação da cirurgia.

Quais os exames necessários?

1 – O exame oftalmológico básico

Refração e Acuidade visual
* Biomicroscopia do segmento anterior
Mapeamento de retina
Tonometria
Avaliação do filme lacrimal

2 – Exames para rotina pré-refrativa (“screening”)

* Topografia corneal
* Paquimetria ultrassônica
* Microscopia especular da córnea
* Biometria ultrassônica

3 – Exames especiais:

* Tomografia óptica da córnea e segmento anterior
* Aberrometria corneal e total

Quais as técnicas disponíveis?

* PRK (laser de superfície)
* LASIK (laser intraestronal)
* FEMTOLASIK ( laser intraestronal associado ao laser de femtosegundo)

PRK

Retira-se o epitélio da córnea (tem 50 micra de espessura = 5% de 1 mm) mecanicamente ou pelo laser (trans PRK) em seguida aplica-se o laser (fotoablação) de acordo com o grau a ser corrigido.

Frequentemente usamos a Mitomicina C que atua na prevenção de opacidade (“Haze”) pós tratamento. Depois colocamos uma lente de contato terapêutica (sem grau) até a reepitelização (de 5 a 7 dias).

A melhora de visão pós PRK está ligada ao grau tratado, pacientes com graus maiores (ex: 6 de miopia) terão uma sensação mais surpreendente que aqueles com graus menores (ex: 1 de miopia) + associado a fatores cicatriciais individuais. Nos primeiros 15 dias há oscilação na visão.

LASIK

Consiste na combinação do microcerátomo com o Excimer Laser, o primeiro confecciona o chamado “flap corneal” com o corte de uma fina lamela da córnea, que vai de 90 a 160 micra, então o flap é levantado e ao expor o estroma o laser é aplicado, em seguida é colocado em sua posição de origem, que em condições normais não precisa de sutura para se manter sobre o leito estromal.

O uso de lente de contato terapêutica é facultativo. A melhora da visão pode ser na primeira hora e com 24 a 48 h já poderá estar próximo de “100%”.

FEMTOLASIK

Técnica de cirurgia lamelar sem o corte do microcerátomo. O laser de Femtosegundo cria bolhas de plasma interlamelar, criando o flap pela separação das lamelas da córnea. Esta técnica apresenta vantagens como maior precisão da espessura e diâmetro do flap, com maior estabilização (menos deslocamentos) e superfície do leito estromal mais regular. O procedimento é de grande segurança e qualidade.

Siga o HVISÃO nas redes sociais