Doenças oculares externas
Doenças oculares externas

Doenças oculares externas ocorrem quando há acometimento da superfície ocular, afetando estruturas como a conjuntiva, córnea e glândulas lacrimais. Podem localizar-se nas pálpebras/cílios, conjuntiva, córnea ou esclera.

Pálpebras: Celulites ou abscessos. Blefarites: infecciosas, alérgicas, seborréicas e mistas.

Conjuntivas: Conjuntivites: bacteriana, virais, parasitárias, químicas, físicas, autoimunes/alérgicas e medicamentosas.

Esclera : Esclerites, autoimunes, infecciosas e traumáticas.

Córnea: Ceratites e úlceras: infecciosas (bacterianas, virais e parasitárias), autoimunes/alérgicas, químicas, físicas e traumáticas. Os usuários de lentes de contato precisam de cuidados específicos para evitar infecções oculares.

Olho seco = ceratoconjuntivite sicca = disfunção da película lacrimal : distúrbio mais frequente nos consultórios de oftalmologia, juntamente com as ametropias.

Siga o HVISÃO nas redes sociais