Catarata / Lentes Intraoculares
Catarata / Lentes Intraoculares

O que é?

Opacificação do cristalino, espécie de lente no interior do olho, responsável pela focalização das imagens na retina (mácula).

Qual o tratamento?

Apesar de haver colírios, nenhum deles se mostrou eficaz na prevenção ou tratamento da catarata. No início da década de 90 a técnica da facoemulsificação do cristalino mostrou ser o procedimento de escolha, desde então várias técnicas foram sendo incluídas, como: Capsulorrexis circular contínua, incisãoclear cornea“, incisão sem sutura, viscoelásticos, instrumentos de alta precisão, etc.

Quando a catarata deve ser operada?

Até a década de 80, indicava-se a cirurgia quando a catarata estava “madura” com consequente intensa baixa visual e por anos afetando a qualidade de vida. Atualmente o correto é nas fases iniciais a intermediária, como também dependendo das necessidades visuais do paciente.

Existem cataratas que em ambientes fechados com iluminação moderada permitem boa visão, mas quando o indivíduo se expõe ao sol ou faróis de carro, a acuidade visual cai até níveis críticos para a segurança tanto no caminhar como dirigir veículos.

E a lente intraocular (LIO)?

Logo após a 2ª Guerra Mundial o inglês Harold Ridley desenvolveu a 1ª LIO, mas por quase 3 décadas seu implante foi contraindicado devido complicações (limitado pelas técnicas cirúrgicas e qualidade dos materiais), em meados da década de 80 este implante tornou-se fundamental. Nos últimos quinze anos uma série de lentes tornaram-se dobráveis, e as microincisões da cirurgia da catarata (facoemulsificação) cada vez menores.

hvisao-lios

As LIOs de câmara posterior são implantadas no saco capsular ou no sulco ciliar, na região ocupada antes pelo cristalino.

LIOs Premium

O “up to date” são as tóricas (corrigem astigmatismo), as bifocais / multifocais / trifocais e pseudoacomodativas, para visão longe, intermediária e perto. As LIOs de câmara posterior são implantadas no saco capsular ou no sulco ciliar, na região ocupada antes pelo cristalino. Sem um implante de LIO, após a cirurgia da catarata, em um olho sem grau importante, o grau dos óculos a ser usado é em torno de 12 graus de hipermetropia.

No arsenal das LIO’s temos vários dioptrias (graus) que são escolhidas por aparelhos especiais (biômetros ultrassônicos e interferômetros a laser).

Siga o HVISÃO nas redes sociais